Monday, 7 September 2009

I think I'm paranoid

Eu tenho vários motivos pra me considerar feliz, estável, no caminho certo, em sintonia com o meu "eu interior", mas como eu acredito que tudo relacionado a mim é bem contraditório, eu passo os dias reclamando da minha vida ao invés de elogiá-la por suportar toda essa minha ingratidão.
Eu não sei se tem a ver com os problemas que eu considero maiores do que eu ou com a minha falta de vontade de mudar drasticamente o que me incomoda, mas toda vez que eu penso em ter que acordar no dia seguinte, já me dá uma vontade absurda de estar com meus sessenta e pouco à beira da morte. Doenças psicossomáticas, pensamentos pessimistas, uma preguiça enorme de viver a próxima hora. Às vezes eu acho que se eu descrevesse a minha vida em forma de novela mexicana, não iria soar tão desgastante quanto eu faço parecer.

4 .:

Jeniffer Yara said...

Nossa que baixa!rsrs Mas sinceramente falando também me sinto assim ás vezes...É chato passar por isso,sentir isso...=/

Bjs

carolinemcv said...

cara, tu tem orkut? q

Isa* said...

caramba, me identifiquei demais!
ma acho que no meu caso é um pouquinho diferente. é preguiça também, mas em forma de procrastinação. sempre deixo o empenho em mudar as coisas "pra amanhã, vai".

Maria Rita said...

ai, me indentifiquei muuuuuuito. principalmente na parte das doenças psicossomáticas, as vezes fecho os olhos com a esperança de abrir e eu já estar até aposentada. Acho que minha vida seria uma novela psicodélica, isso sim!