Tuesday, 22 June 2010

Happy Birthday

Você de fato me mudou de alguma maneira. Foi a minha exceção quando eu tinha certeza de que não seria. E tirou um pedaço enorme do meu coração quando me disse que sentia muito por não conseguir sentir mais nada.
Eu tentei de todas as maneiras ter raiva de você, porque eu achava que era o único jeito de sumir com o que sobrou de você em mim. Não adiantou muito, já que pra cada coisa ruim que você me fez sentir existe um número ímpar e maior que um de coisas boas.
E eu ainda faço planos fingindo que você continua aqui. Eu crio diálogos na minha cabeça e cenas de como seria se você ainda pensasse em mim a cada hora igual que eu insisto em continuar vendo.
Eu ainda espero você vir falar comigo. Eu ainda lembro de você quase todos os dias. E eu ainda te amo.

3 .:

Jeniffer Yara said...

Quando uma pessoa que amamos se vai,e nos deixa com nossos planos e sonhos do "nós" é difícil de superar e complicado,já que pra cada pessoa há uma reação diferente. Mas é preciso seguir em frente,é necessário. ;)

Bjs!

Thiago said...

Raiva não é nada. Rancor é que é um problema. No rancor a gente percebe que as coisas boas não justificam as ruins. No rancor a gente percebe que o bem que a pessoa nos fez poderia ter sido feito por qualquer um, mas o mal não. O mal é específico, é pontual. É achar uma referência em alguma coisa, como um lugar, um filme, uma música, para lembrar de tempos ruins. É quando a gente percebe que não valeu a pena. E, pior do que isso, a gente percebe que sempre teve pistas de que não valeria a pena, mas continuou tentando que nem um idiota, para no fim acabar em um caso mal-resolvido e ser visto como o pivô do mal-estar final.

Laryssa said...

Difícil superar uma perda. Difícil superar quando algo achávamos que nos pertencia se vai, provando que nunca foi realmente seu.
Difícil. É difícil. Não impossível. Nunca.
O tempo nesses casos, é o nosso melhor amigo. Ele nos ajuda. Faz que a ferida (isso se houver alguma, claro) se cicatrize, fazendo-a virar algo que nos orgulhe por saber que hoje, ela é inexistente ou só uma marca simples.