Sunday, 1 February 2009

Six months

Hoje eu resolvi contar até dez e te procurar pelos cantos da casa, mas certas vezes você some por tanto tempo que eu até penso que nunca mais vou te ver. Besteira. Porque quando eu finalmente esqueço que você existe, você surge dos lugares mais inesperados me fazendo lamentar por gostar tanto de alguém. Pra mim é mais do que fácil fingir qualquer indiferença, mas quando a gente afirma tanto não confiar nas pessoas acaba confiando sem nem mesmo saber.
É irritante esse seu jeito de agir, essa coisa instantânea que você tem e que me faz te odiar tanto. Logo eu que sempre achei graça de tudo já estou começando a enjoar desse jogo. Eu sei, você vai dizer que eu nunca fui muito a favor da seriedade, mas francamente? Nunca foi tão difícil pra mim brincar com alguém.

3 .:

photo phreak said...

vc diz isso pq nunca brincou com os meus sobrinhos... ham.



ok, tirando a piada sem graça, eu e lulu santos temos algo pra te dizer:

Primeiro era vertigem
Como em qualquer paixão
Era só fechar os olhos
E deixar o corpo ir...
No ritmo...

e blablabla.
=*

photo phreak said...

tudo? não posso acreditar nem na última linha do comentário dela?..
então tá, né.. snif.

by the way, se vc não tivesse se denunciado no comentário embaixo, eu nunca desconfiaria que a bia é vc! há, como eu sou lerda...

Madaaah said...

Ok, eu me vi nesse post, perfeito demaais biia.! :O
ADORO seus textos. *-*